Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Cássio chega a 31 pênaltis defendidos com a camisa do Corinthians

O goleiro defendeu as cobranças de Benítez e Paulinho Boia, na disputa por pênaltis do último sábado (15), e se tornou o líder na história do clube neste quesito


Por Folhapress Publicado 16/07/2023
Cássio
O goleiro Cássio comemora a classificação do Corinthians na Copa do Brasil. – Foto: Evander Portilho/Corinthians

Com as duas defesas que ajudaram o Corinthians a bater o América-MG e garantir a vaga na semifinal da Copa do Brasil, o goleiro Cássio chegou a 31 cobranças defendidas com a camisa alvinegra. Cássio defendeu as cobranças de Benítez e Paulinho Boia, na disputa por pênaltis do último sábado (15), na Neo Química Arena.

Ao todo, o camisa 12 chega a 31 penalidades defendidas na meta do Timão, o líder na história do clube neste quesito; Em abril, contra o Remo, Cássio parou a cobrança de Leonan e ultrapassou Ronaldo Giovanelli, que soma 27 pênaltis defendidos. Somando as duas dessa tarde, Cássio chegou a 17 cobranças defendidas em disputas de penalidades. Tem, ainda, outras 14 defesas durante o jogo.

Cássio alcançou outra marca simbólica neste sábado: chega a sete disputas por pênaltis com, no mínimo, uma defesa; A última vez que Cássio passou em branco debaixo das traves corintianas em uma disputa de pênaltis foi em 2021, contra o Retrô, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Confira a lista de defesas de pênaltis do goleiro Cássio:
1 – 0 x 0 São Paulo – (semifinal – Paulistão 2013) – Luis Fabiano
2 – 0 x 0 São Paulo – (Brasileirão 2013) – Rogério Ceni (tempo normal)
3 – 0 x 1 Flamengo – (Brasileirão 2014) – Eduardo da Silva (tempo normal)
4 – 1 x 0 São Paulo – (Paulistão 2015) – Rogério Ceni (tempo normal)
5 – 6 x 1 São Paulo – (Brasileirão 2015) – Alan Kardec (tempo normal)
6 – 0 x 1 Fluminense – (Brasileirão 2016) – Cícero (tempo normal)
7 – 0 x 0 São Paulo – (Torneio da Flórida 2017) – Araruna
8 – 1 x 1 Internacional – (segunda fase da Copa do Brasil 2017) – Ortiz
9 – 1 x 0 Grêmio (Brasileirão 2017) – Luan (tempo normal)
10 – 2 x 0 Ponte Preta (Brasileirão 2017) – Lucca (tempo normal)
11 – 1 x 0 São Paulo – (semifinal – Paulistão 2018) – Diego Souza
12 – 1 x 0 São Paulo – (semifinal – Paulistão 2018) – Liziero
13 – 1 x 0 Palmeiras – (final Paulistão 2018) – Dudu
14 – 1 x 0 Palmeiras – (final Paulistão 2018) – Lucas Lima
15 – 1 x 1 Racing – (primeira fase da Sul-Americana 2019) – Domínguez
16 – 1 x 1 Racing – (primeira fase da Sul-Americana 2019) – Solari
17 – 1 x 1 Ferroviária (quartas – Paulistão 2019) – Thiago Santos
18 – 1 x 4 Flamengo (Brasileirão 2019) – Bruno Henrique (tempo normal)
19 – 1 x 1 Palmeiras (Final Paulistão 2020)- Bruno Henrique
20 – 1 x 0 Mirassol (Paulistão 2021) – Fabrício
21 – 1X1 Guarani (Paulistão 2022, quartas, disputa) – Madison
22 – 0x0 Deportivo Cali (Libertadores 2022) – Téo Gutiérrez (tempo normal)
23 – 0x0 Boca Juniors (Libertadores 2022) – Juan Ramírez
24 – 0x0 Boca Juniors (Libertadores 2022) – Villa
25 – 1×1 Flamengo (final da Copa do Brasil 2022) – Filipe Luís
26 – 3×0 Mirassol (Paulistão 2023) – Camilo (tempo normal)
27 – (6)1×1 (7) Ituano- (Quartas Paulistão 2023)- Mário Sérgio
28 – (5) 2×0 (4) Remo – (Terceira fase da Copa do Brasil 2023) – Leonan
29 – (3) 2×0 (1) Atlético-MG – (Oitavas de final Copa do Brasil 2023) – Hulk
30 – (3) 3 x 2 (1) América-MG (quartas de final da Copa do Brasil 2023) – Paulinho Bóia
31 – (3) 3 x 2 (1) América-MG (quartas de final da Copa do Brasil 2023) – Benítez

✅ Quer receber mais conteúdo? Clique aqui e siga o Canal eLimeira Notícias no WhatsApp.