Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Seleção brasileira vai vestir preto na Espanha em protesto contra o racismo

A decisão faz parte das ações tomadas pela CBF após os casos de discriminação direcionados pela torcida espanhola contra Vinicius Junior, do Real Madrid


Por Folhapress Publicado 08/06/2023
Seleção brasileira
Camisa preta da Seleção Brasileira, que é usada pelos goleiros, vai ser usada como uniforme do time em amistoso. – Foto: Divulgação/Nike

Pela primeira vez em sua história, a seleção brasileira vai usar um uniforme preto. Em protesto contra o racismo, a equipe vai vestir esta cor no amistoso contra Guiné, no próximo dia 17, em Barcelona. A decisão faz parte das ações tomadas pela CBF após os casos de discriminação direcionados pela torcida espanhola contra Vinicius Junior, do Real Madrid, em jogos do Campeonato Espanhol. O atacante está convocado para a partida.

O protesto será apenas durante os primeiros 45 minutos. No segundo tempo, a seleção voltará a usar o tradicional amarelo. Segundo o UOL, os jogadores de linha vão vestir um modelo desenhado pela Nike inicialmente para os goleiros. Após o jogo, as camisas serão enviadas para autoridades da política brasileira, como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Uma delas, assinada pelos atletas, será leiloada e o dinheiro doado para causas contra o racismo.

Três dias depois, em 20 de junho, o Brasil vai jogar contra Senegal, em Lisboa. Vinicius Junior reclamou de ter sido insultado e chamado de “macaco” durante o jogo entre Real e Valencia, no mês passado, que chegou a ser interrompido pela arbitragem. Estes ataques levaram a Procuradoria a abrir uma investigação por “crime de ódio”, categoria penal que, na Espanha, inclui crimes raciais. Desde 2021, ele já foi vítima de dez casos de racismo no futebol espanhol.

✅ Quer receber mais conteúdo? Clique aqui e siga o Canal eLimeira Notícias no WhatsApp.