Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Palmeiras goleia o Água Santa e é campeão do Paulistão 2023

Decisivos, Gabriel Menino, 22, e Endrick, 16, tiraram a equipe de uma situação difícil e a fizeram conquistar o terceiro título estadual nos últimos quatro anos


Por Folhapress Publicado 09/04/2023
Palmeiras goleia o Água Santa
Gabriel Menino comemora gol marcado contra o Água Santa na final do Paulistão 2023. – Foto: Ronny Santos/Folhapress

O Palmeiras reverteu o resultado negativo do primeiro jogo da final e goleou o Água Santa no Allianz Parque por 4×0 na tarde deste domingo (9), se sagrando o campeão do Paulistão 2023. Os gols do Verdão foram marcados por Gabriel Menino (2), Endrick e Flaco López.

No momento em que o Palmeiras mais precisou, os meninos resolveram. Um menino na idade, outro no nome. Decisivos, Gabriel Menino, 22, e Endrick, 16, tiraram a equipe de uma situação difícil e a fizeram conquistar o terceiro título estadual nos últimos quatro anos. Depois de ter perdido a partida de ida por 2 a 1, o time alviverde dominou o Água Santa neste domingo (9), no Allianz Parque, goleou por 4 a 0 e levou o Campeonato Paulista.

Gabriel Menino fez dois gols, e Endrick, um. Flaco López fechou a contagem. No primeiro confronto, em Barueri, o garoto de 16 anos, já negociado com o Real Madrid, também havia anotado para o Palmeiras. A vitória representou uma marca histórica também para Abel Ferreira. Com oito títulos, ele se tornou o segundo técnico mais vencedor da história da agremiação. Está a dois do recordista, Oswaldo Brandão. A equipe ainda disputa neste ano o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil, a Copa Libertadores e, a depender do resultado no torneio continental, o Mundial.

As atuações de Gabriel Menino e Endrick foram além dos gols. Criticado após a derrota na semana passada, o volante foi o responsável por quase todas as boas jogadas ofensivas criadas pelo Palmeiras. Teve também participação no gol do centroavante. Endrick sofreu a falta que deu origem ao primeiro de Gabriel Menino e também impressionou pela disposição em voltar para não apenas ajudar na marcação mas para ter protagonismo nela.

O segundo gol do armador e do Palmeiras teve um lance de genialidade de Dudu, que deu um drible, de calcanhar, fazendo a bola passar por entre as pernas de Thiaguinho antes de cruzar para Menino acertar cabeçada. Tudo isso aconteceu nos primeiros 34 minutos, praticamente definindo que o dono do título, mais uma vez, seria o Palmeiras. Assim como já havia acontecido em 2020 e 2022. Foi a quarta final consecutiva do clube, derrotado pelo São Paulo em 2021.

O primeiro tempo foi tão palmeirense que contou com a generosa colaboração do não tão menino árbitro Raphael Claus, 43. Ele ignorou soco dado por Dudu nas costas de Didi e, mesmo com o auxílio do VAR, mostrou apenas cartão amarelo para o atacante. Os 90 minutos que decidiram o Paulista representaram redenção para a dupla que deu o título ao time do Palestra Itália. Gabriel Menino oscilou nos últimos dois anos, depois de ser chamado por Tite em 2020 para partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar. Envolveu-se em polêmica ao ser filmado em um grito de guerra que pedia a convocação de Dudu e xingava o técnico da seleção brasileira.

A diretoria descartou interesse do Vasco em 2022 para mantê-lo porque já se imaginava que Danilo seria vendido para a Europa, o que realmente ocorreu. O substituto, com o aval de Abel Ferreira, foi Gabriel Menino. Ele justificou a fama de ter uma boa finalização da intermediária ao fazer um gol em rebote de falta neste domingo e com outras tentativas de arremate. É muito fácil, ao mesmo tempo, esquecer que Endrick tem apenas 16 anos. Criticado pela falta de gols, apesar da pouca idade, ele carrega o peso de ser considerado um fenômeno precoce do futebol brasileiro, de carregar tanta esperança e por já ter sido vendido para um gigante europeu. Ele anotou seu primeiro na temporada na primeira partida da final e dobrou o número neste domingo.

As posições de Gabriel Menino e Endrick são as duas em que a presidente Leila Pereira foi cobrada para contratar reforços. O Água Santa fica com a campanha histórica. A equipe criada na várzea que se tornou profissional apenas no final de 2011 chegou pela primeira vez à final da elite do estado. Teve um desempenho na partida de ida que fez a torcida sonhar com o título. Mas os 90 minutos no Allianz Parque a levaram de volta à realidade.

Sem calendário, o time volta às atividades apenas em 2024, novamente no Campeonato Paulista e, depois, na Série D do Brasileiro. Com o resultado definido no intervalo, o segundo tempo teve poucos momentos dignos de nota. Com 25 minutos para o fim e após sofrer corte no rosto, Endrick foi substituído. Nem era mais preciso mais nada. Os meninos já haviam decidido o título estadual para o Palmeiras. Flaco López completou aos 27 e fez o quarto gol. Foi apenas a cereja do bolo.

✅ Quer receber mais conteúdo? Clique aqui e siga o Canal eLimeira Notícias no WhatsApp.