Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile apresentam candidatura para Copa de 2030

O evento aconteceu no prédio de Ezeiza, região da grande Buenos Aires, que pertence à AFA (Associação de Futebol Argentino)


Por Folhapress Publicado 07/02/2023
Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile apresentam candidatura para Copa de 2030
Foto: Richard Callis /Fotoarena/Folhapress

A Conmebol apresentou nesta terça-feira (7) a candidatura sul-americana para sediar da Copa do Mundo de 2030. A ideia é que Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile dividam o torneio que vai marcar 100 anos da disputa do primeiro mundial.


O evento aconteceu no prédio de Ezeiza, região da grande Buenos Aires, que pertence à AFA (Associação de Futebol Argentino).


De última hora e fugindo do roteiro combinado, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, propôs que a Bolívia também faça parte do projeto.


“Esta candidatura é de todo o continente. Por isso, gostaria e vou propor que nosso país irmão, a Bolívia, também seja parte deste sonho”, escreveu ele em sua conta no Twitter.


Quando a ideia surgiu, há cerca de três anos, a proposta era que Argentina e Uruguai dividissem a sede. Aos poucos, novos países foram agregados à proposta. Primeiro, o Paraguai. Depois, o Chile.


O ponto principal da proposta é que a Fifa volte, no centenário do torneio, às suas origens. A primeira Copa foi disputada em 1930, no Uruguai. O título conquistado pela Argentina, no Qatar, em dezembro passado, deu novo impulso às candidaturas. Foi a primeira seleção do continente a levantar o troféu depois do Brasil, em 2002.


“Estamos convencidos. A Fifa tem a obrigação de honrar a memória de quem tornou possível o primeiro Mundial. Aqueles homens de 100 anos atrás, se estivessem aqui hoje, se surpreenderia do que conseguiu o futebol graças a esse sonho”, disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.


Além dele, estiveram presentes no evento o presidente da AFA, Claudio Tápia e os ministros do esporte dos países que fazem parte da proposta.


Jamais a Copa do Mundo teve quatro nações dividindo os jogos. A primeira vez que houve uma sede conjunta foi em 2002, entre Japão e Coreia do Sul. O próximo torneio, em 2026, será, de maneira inédita, repartido por três países: Canadá, Estados Unidos e México.


A América do Sul tenta receber a maior competição esportiva do planeta pela sexta vez. Depois do Uruguai em 1930, o torneio foi organizado pelo Brasil (1950 e 2014), Chile (1962) e Argentina (1978).

✅ Quer receber mais conteúdo? Clique aqui e siga o Canal eLimeira Notícias no WhatsApp.